quarta-feira, 6 de maio de 2009

MÃES CRISTÃS PARA O MUNDO DE HOJE


Nunca foi fácil ser mãe. Mãe é aquela mulher que tem o seu corpo e emoções completamente mudados na gestação. É a que prepara com carinho cada objeto, cada roupinha, cada espaço que acolherá aquele bebê amado. É a que coloca o dedo no narizinho do recém-nascido para constatar se aquele pequenino respira fora do seu corpo, porque o milagre da vida é inexplicável. É a que alimenta, por si mesma, aquele serzinho ávido e insaciável. É aquela que reestrutura completamente seus sonhos, seu tempo, seus amores por causa daquela pessoa que cresce e ganha a cada dia mais espaço.
Que susto quando ouve-se a voz pequenina ocupando agora o seu lugar na comunicação da família! E o crescimento é irreversível. Começa a ir ao coleginho, como o meu marido dizia quando minhas meninas eram pequenas, e ninguém segura mais. De repente crescem, organizam-se, buscam seus sonhos e seguem seu caminho.
Mãe também é aquela que sonha com o filho que não vem pelo corpo, mas pelo seu coração. É aquela mulher que rompe com predições, com receios de hereditariedade, com exclusividade de sangue e decide criar laços mais fortes, porque construídos pelo amor.
Mas ser mãe cristã é um desafio ainda maior. Além de todas as questões comuns, universais ao coração e a vida de uma mãe, ainda há a grande missão de conduzir seus filhos aos pés do Senhor Jesus. Quantos querem roubar o coração dos nossos filhos! Que batalha é honrar a Deus colocando dia-a-dia a Palavra diante dos olhos, ouvidos e corações em meio às situações cotidianas de alegrias, de tristezas, de perdas, de sonhos, de reflexões diante do turbilhão de informações que chegam até eles.
Mas as lutas têm as suas recompensas. Que emoções lindas ao ouvir a primeira oração, o primeiro cântico, ver a primeira pintura do cestinho de Moisés, ouvir a vozinha confiante entregar o seu coraçãozinho a Jesus. Que alegria observar aquele ser tão amado crescer e buscar a vontade de Deus em todas as áreas da sua vida. Constatar que como mães temos feito nossa parte, mas que, ainda que demore, Deus faz o milagre de aplicar os ensinos, muitas vezes ministrados com lágrimas e oração aflita.
Somos mães cristãs para este tempo, singulares por causa da missão que temos de edificar vidas para fazerem diferença no mundo. Mães abençoadas cujo fruto do trabalho ficará para a eternidade.
(Zenilda Reggiani Cintra, Publicado em O Jornal Batista, 100509)

2 comentários:

  1. Que artigo lindo mae!Ainda nao sou mae, mas tenho a melhor mae do mundo!! Obrigada por todo carinho, amor e dedicacao. Devo a Deus ao papai e a voce tudo o que sou hoje e agradeco a DEus todos os dias da minha vida por ter voce como minha mae, e saber que Deus usou a sua vida pra me guiar nos caminhos dele e me fazer hoje uma mulher segura, feliz, e que ama o Senhor e Sua palavra. TE AMOOOOOO IMENSAMENTE e estou com muita saudade! Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Filha amada
    Você e a Thais são o consolo e a recompensa de Deus para mim. Deus resolveu me fazer feliz e me deu vocês.
    Te amo, filha querida, amorosa, dedicada, inteligente, sensível.. e tudo de bom.
    Bjs.

    ResponderExcluir